terça-feira, 10 de julho de 2018

Eu e o Hipotireoidismo

Olá criaturas mágicas, tudo bom?

Após uma conversa e questionando nas redes sociais, resolvi fazer esse post e vídeo sobre uma doença que me acompanha desde... 2011 ou 2012 - faz tanto tempo que nem lembro mais! É o Hipotireoidismo, mas a minha é causada por uma doença especial, a Tireoidite de Hashimoto. 

Antes de explicar como foi comigo, vou resumir sobre a doença.

O que é o Hipotiroidismo?
É quando a tireoide não funciona no ritmo certo, ela está liberando menos hormônios que o necessário. Pode ser algo temporário, em decorrência a uma outra doença ou remédio ou crônica, que tem origem genética.

E a Tireoidite de Hashimoto?
É uma doença autoimune, onde os seus anticorpos entendem que sua tireoide é um corpo estranho e atacam. Por consequência disso, a tireoide acaba liberando menos hormônios. Como é uma doença que não tem cura, o jeito é controlar com exames e medicação.

Como eu descobri?
Eu tenho casos na família da doença, minha mãe e minha avó materna tem e no meu teste do pezinho já tinha dado um sinal falso. Como o fator genético e ser mulher me colocavam num grupo com tendência para ter, resolvi pedir para no exame de sangue anual de check-up solicitarem o teste da tireoide. Nos primeiros anos o resultado era que estava ok, mas depois veio a alteração. Foram repetidos os exames e solicitado o ultrassom e foi confirmado o hipotireoidismo.

Como eu faço o acompanhamento?
Atualmente a tireoide está mais regulada e posso ir só 1-2x vezes por ano na Endocrinologista. É solicitado 2 tipos de exame de sangue. Nas consultas a endocrinologista faz perguntas sobre a rotina, confere seu peso e pressão. Também faz exame de toque na tiroide. Em todos esses anos só fiz 2 ultrassons.

Hipo? Certeza que não é hiper?
O primeiro sintoma que as pessoas associam as doenças é o peso. O hipotireoidismo pode engordar e o hipertireoidismo, que é a tireoide trabalhando muito, pode emagrecer. Mas não é o único sintoma. E como foi visto rapidamente e cuido da minha tireoide, o ganho de peso não me afeta.

Quais os sintomas que eu tive? Quais os sintomas mais comuns?
Os sintomas que tive foram: unhas e cabelos frágeis, cansaço, intolerância ao frio, diminuição de memória. Além desses sintomas, outros comuns são o ganho de peso, depressão, alteração na menstruação, cãibras e prisão de ventre.

É possível uma vida comum com a doença?
Sim, se você tomar a medicação certinho. A minha é em jejum de uso diário e tenho que tomar a original, pois o medicamento genérico dá alteração no exame de sangue. O jejum é necessário para ser absorvido corretamente. Eu ainda tenho muito cansaço, mas é devido a deficiência de vitamina B12 e baixo estoque de ferro e ferritina.

E se eu não cuidar?
Os sintomas comuns podem se agravar, formar papada e até ser necessário uma cirurgia! D:

Espero que tenham gostado desse post, estou curiosa para saber o que acharam.

Beijos de glitter!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...